A gestão empresarial é uma estratégia fundamental tanto para as pequenas quanto grandes empresas.

Mas na maioria dos casos, o empreendedor aprende sobre gestão de empresas cometendo erros. Afinal, dúvidas e erros são comuns, e por isso é importante ter um advogado empresarial para ajudá-lo pelo caminho.

E a grande verdade é que um negócio não sobrevive por muito tempo sem uma gestão empresarial.

Por isso preparei esse artigo.

Aqui você vai encontrar as 10 coisas que todo empresário precisa saber para fazer uma gestão empresarial eficiente.

Confira só:

  1. O que é Gestão Empresarial?
  2. Quem é o gestor de negócios da empresa?
  3. Gestão Empresarial: 10 dicas fundamentais que todo empresário precisa saber
  4. Quais são os erros que o gestor não pode cometer na Gestão Empresarial
  5. E como criar um Plano de Negócios para a Gestão Empresarial?

Me acompanhe e ótima leitura.

1. O que é Gestão Empresarial?

Gestão empresarial é basicamente um conjunto de ações e estratégias usadas para a administração de uma empresa.

Muitas vezes, os empresários se ocupam com rotinas e reuniões e esquecem-se de planejar e estruturar uma gestão efetiva.

E acredite: uma boa gestão de negócios é crucial para o sucesso de qualquer empresa, independente do porte ou nicho de mercado.

Isso porque a gestão empresarial é responsável pelas decisões administrativas do negócio, incluindo:

  • Entrada e saída de recursos
  • Relacionamento com clientes e fornecedores
  • Relacionamento com funcionários
  • Etc

E quem é o gestor de negócios da empresa?

Me acompanhe!

2. Quem é o gestor de negócios da empresa?

O gestor do negócio, em regra, é o próprio dono.

E em alguns casos, é um profissional responsável pela administração da empresa.

O fato é que o gestor precisa ter uma visão ampla e conhecer o negócio como um todo, além de ter habilidades específicas, tais como:

  • Gestão financeira
  • Gerenciamento de pessoas
    • Equipes, clientes e fornecedores
  • Marketing
    • Seja o digital ou o tradicional para a divulgação de produtos e serviços
  • Logística
  • Gestão de projetos
  • Produção
  • Operação
  • Vendas
  • Dentre outras habilidades

Se tiver alguma dúvida, basta escrever lá nos comentários que eu esclareço para você.

Mas como fazer uma gestão empresarial eficiente?

É o que você vai descobrir logo no próximo tópico.

3. Gestão Empresarial: 06 dicas fundamentais que todo empresário precisa saber!

Administrar uma empresa, não é uma tarefa fácil não é mesmo?

Confira as 10 dicas essenciais que todo empresário precisa saber para fazer uma boa gestão.

1. Mapeamento do negócio

Eu sei que pode parecer óbvio, mas mapear o negócio é o primeiro passo para iniciar o planejamento estratégico.

Nesse momento, deve ser levado em conta fatores como:

  • Quem são os seus concorrentes
  • Quais são as tendências do mercado
  • Comportamento dos consumidores
  • Análise dos fornecedores

Com esse levantamento, você pode começar a traçar um plano de negócios estratégico.

2. Faça a gestão financeira do seu negócio

Para iniciar o controle financeiro, é preciso verificar:

  • Fluxo de caixa
    • É o carro chefe para a gestão das finanças da empresa
  • Saldo de contas correntes
  • Contas a pagar e receber
  • Despesas fixas e variáveis
  • Recebíveis programados e em atraso
  • Planejamento orçamentário de compras e investimentos
    • Estimativa de investimentos, faturamento, custos, capital de giro, etc
  • Dentre outros fatores

Dessa forma, você vai saber o valor exato das despesas e poderá aumentar a rentabilidade da empresa.

Ótimo né?

3. Analise a concorrência

A análise da concorrência é a carta na manga para você alcançar o seu público.

Para tanto é fundamental conhecer o seu concorrente e assim identificar os pontos fortes e fracos que representarão oportunidades para a sua empresa.

E a análise da concorrência também é crucial para aprimorar a estratégia de marketing e aumentar o conhecimento sobre o mercado e os clientes.

4. Priorize o relacionamento com o cliente

Proporcionar uma boa experiência ao consumidor, é a base da estratégia para atrair e reter clientes.

5. Mantenha a organização de seu negócio

Se você não sabe nem por onde começar, eu listei algumas dicas valiosas para manter a organização do negócio.

Veja:

  • Crie rotinas de atendimento
    • Para padronizar e aumentar a qualidade dos serviços
  • Faça um inventário dos locais de armazenamento físico e virtual
    • Anote sempre onde cada coisa se encontra para mantê-las sempre atualizada
  • Digitalize os arquivos para que você possa acessá-los de qualquer lugar
  • Mantenha as caixas de e-mail sempre limpas
    • Direcione as mensagens para as pastas

Essa é uma das partes mais difíceis: manter tudo organizado.

6. Delegue funções

Saiba que para fazer uma boa gestão empresarial é preciso saber delegar tarefas.

E como fazer isso?

É preciso conhecer a equipe a fundo para descobrir os seus pontos fortes e fracos e delegar as funções conforme o perfil de cada um.

7. Buscar conhecimento

Para que você mantenha a sua empresa competitiva no mercado, é fundamental estar sempre atualizada.

Isso significa reciclar sempre. E por diferentes meios como:

  • Processos de gestão
  • Análise de mercado
  • Cursos
  • Ler artigos e conteúdos sobre direito e gestão empresarial que agrega conhecimento
  • Dentre outros

Seja um protocolo de rotina, tipo de serviço ou produto, sempre existirão melhorias.

Falando em rotina…

8. Estabelecer rotinas

Já imaginou a empresa parar com a falta de um funcionário?

Por isso, é imprescindível estabelecer rotinas e documentar procedimentos, para que as funções dentro da empresa sejam cumpridas sempre, em caso de faltas, férias, doenças ou outro motivo.

9. Ter atenção a gestão de estoque

O estoque é uma das partes mais importantes da empresa.

E você já vai entender o porquê.

Itens estocados podem significar dinheiro parado.

Um bom controle de estoque é aquele que permite além de planejar as compras, calcular o giro das mercadorias e reduzir a necessidade de utilização do dinheiro do caixa.

E atenção! O estoque deve conter:

  • Inventário
    • Listagem que identifica a classificação e a quantidade dos itens guardados
  • Deve ser cadastrado quando entra
  • Deve ser cadastrado quando sai
  • Deve ser conferido periodicamente

Você vai observar que com o controle do estoque será possível planejar as compras com maior exatidão, sem contar na otimização da receita.

10. Errar é aprender

Lembra lá no início quando falei que erros são comuns?

Afinal, errar é comum e ajustes são sempre necessários.

No entanto, é preciso identificar as falhas mais frequentes dentro da empresa para corrigir esses deslizes e evitar possíveis gargalos que possam ter reflexo no setor financeiro do negócio.

Guarde essa informação: as experiências de um negócio que não foram bem sucedidas podem ajudar a melhorar os novos empreendimentos!

E falando em erros….

4. Quais são os erros que um gestor não pode cometer na Gestão Empresarial?

Agora que você já sabe as 08 dicas fundamentais para uma boa gestão, é hora de saber os erros que um gestor não pode cometer.

Apesar de ser comum que surjam eventuais erros, fique de olho!!

Falta de controle no orçamento financeiro

Como você já viu, a gestão financeira pode aumentar a rentabilidade de sua empresa.

E em contrapartida, a falta de controle no orçamento financeiro pode refletir diretamente no futuro da empresa.

Na prática, significa que se a sua empresa não tiver um rigoroso controle do fluxo de caixa, estabelecer metas e regras, será difícil manter a saúde financeira da empresa.

Falta de alinhamento entre conquistas e objetivos

Para que exista uma boa gestão, é preciso ter a clara noção de que todos os colaboradores devem estar alinhados com os resultados e objetivos da empresa.

E tudo o que for acordado no planejamento deve ser repassado a equipe.

Previsão de riscos futuros

Você sabia que não dar atenção a riscos futuros é um dos maiores erros cometidos.

Na prática, significa esperar acontecer o erro.

Então, saiba como prever riscos futuros:

  • Planejar
  • Identificar pontos de risco
  • Analisar o que pode ser mudado para evitar
  • Monitorar os processos para certificar-se de que tudo está ocorrendo como planejado
  • Controlar eventuais imprevistos

Portanto, para reduzir o mínimo de riscos negativos é importante identificar o impacto que esse risco pode causar a curto, médio e longo prazo.

E ainda tem mais

Não ser observador

Quem lida com gestão empresarial precisa estar atento a tudo a seu redor e não ser pego de surpresa caso aconteça algum contratempo.

Note que a visão estratégica é fundamental para uma boa gestão empresarial.

Não estar por dentro dos direitos empresariais

E este é um erro que pode levar a empresa à falência.

Portanto, um gestor de negócios deve ter conhecimentos de direito empresarial, que envolvem normas e obrigações da empresa.

Pular a etapa de análise do planejamento estratégico

De nada adianta elaborar um ótimo planejamento de gestão empresarial, se depois não existir uma análise de resultados não é mesmo?

Anote aí: a análise de resultados deve ser sempre documentada e arquivada para futuras pesquisas.

5. E como criar um Plano de Negócios para a Gestão Empresarial?

Você viu que o plano de negócios é a base para uma boa gestão empresarial.

E a criação do plano de negócios ou planejamento estratégico, é uma das dúvidas mais comuns dos clientes aqui em meu escritório.

Já adianto que o plano de negócios deve conter necessariamente:

  • Definição de objetivos e diretrizes da empresa
  • Definição de público alvo
  • Definição de metas

Esses são os pontos principais, já que o principal objetivo da gestão empresarial é diminuir os riscos para a empresa, além de também auxiliar na captação de recursos financeiros, humanos e possíveis parcerias.

Plano de Negócios é a mesma coisa que Planejamento Orçamentário?

Plano de negócios não é o mesmo que planejamento orçamentário.

Enquanto o plano de negócios engloba a gestão da empresa como um todo, o planejamento orçamentário envolve apenas a saúde financeira da empresa.

Na prática, o planejamento orçamentário abrange:

  • Despesas
  • Receitas
  • Investimentos
  • Custos de uma empresa

Juntos, todos esses fatores vão embasar a tomada de decisões.

O planejamento orçamentário vai muito além do registro de movimentação do caixa de uma empresa.

Na prática, o planejamento orçamentário é o instrumento que evita riscos, uma vez que ele não espera as movimentações ocorrerem e sim projeta ou simula uma realidade.

Mas atenção.

No planejamento, não existe uma fórmula pronta a ser seguida. O plano precisa ser adequado à realidade de cada empresa.

Conclusão

Prontinho.

Com esse guia completo, você pode perceber que diversos fatores devem ser levados em conta para ter uma boa gestão empresarial.

Aqui você viu 10 dias para uma gestão empresarial eficiente, que são:

  • Mapeamento do negócio
  • Gestão financeira
  • Analisar a concorrência
  • Priorizar o relacionamento com o cliente
  • Manter a organização do negócio
  • Delegar funções
  • Buscar conhecimento
  • Estabelecer rotinas
  • Ter atenção a gestão de estoque
  • Errar também é aprender

O próximo passo é buscar o auxílio de um advogado especialista em direito empresarial para garantir a segurança jurídica da sua empresa.

Curtiu o nosso conteúdo?

Continue nos acompanhando e até a próxima.

Leia também:

Dip Financing: O que é e qual a importância para a sua empresa?

Abuso de poder econômico nos contratos empresariais.

Direito Empresarial: 04 leis que você precisa conhecer.

.